Home  Solu√ß√£o Educacional UNINTER

Preparando o educando para conhecer a si mesmo e capacitar-se para participar ativamente na construção de um mundo melhor.

 

Essa é a tarefa essencial do professor e, portanto, da escola. Para que esse propósito se efetive, é necessário que a escola faça uso de um material didático que a ajude a gerar mudanças nas formas de ensinar, redefinindo o seu papel na sociedade brasileira e objetivos que devem ser alcançados ao longo da educação básica.

 

√Č permeado por esse pensamento que o Material Did√°tico UNINTER foi produzido. Sua proposta √© a constru√ß√£o de uma educa√ß√£o b√°sica voltada para a cidadania que garanta a crian√ßas, adolescentes, jovens e adultos, o direito de acesso aos conhecimentos indispens√°veis √† constru√ß√£o de seus valores.

 

O projeto pedag√≥gico das cole√ß√Ķes de Educa√ß√£o Infantil, Ensino Fundamental e Ensino M√©dio t√™m como princ√≠pio o desenvolvimento humano, primando por difundir os conceitos de CULTURA, CI√äNCIA e CIDADANIA, os quais exigem a apresenta√ß√£o, para cada etapa da Educa√ß√£o B√°sica, de situa√ß√Ķes did√°ticas, processos metodol√≥gicos e organizacionais de apropria√ß√£o e de transmiss√£o do saber e do agir diferenciados.

 

Essa proposta educacional visa a uma resposta concreta na postura do aluno da Educa√ß√£o B√°sica, no decorrer da aprendizagem de leitura, escrita, express√£o oral, c√°lculo, resolu√ß√£o de problemas, viv√™ncia, atitudes e valores √©ticos. Significa dizer que cada cole√ß√£o assegura o desenvolvimento e a apropria√ß√£o de conhecimentos culturais e sociais, associando processos simult√Ęneos de educa√ß√£o formal e social com a√ß√Ķes did√°ticas integradas que promovam o trabalho coletivo.

 

Realizar mudanças na forma de ensinar é necessário, porém, vários aspectos do processo de aprendizagem anteriormente adotado podem ser aproveitados; não há precisão de uma reforma completa. Talvez seja preciso intensificar sua utilização, para atender às especificidades do desenvolvimento das crianças.

 

O objetivo principal da escola √© dar continuidade ao processo de desenvolvimento do indiv√≠duo que iniciou antes de sua entrada em uma institui√ß√£o de ensino formal (LIMA, 1997). √Č papel dela desenvolver compet√™ncias, como a leitura da diversidade e a interdepend√™ncia entre os povos, al√©m do desenvolvimento pessoal, social e profissional. Afinal, a globaliza√ß√£o aponta para a conviv√™ncia sem fronteiras.

 

Ler √© fazer um exerc√≠cio constante de consci√™ncia cr√≠tica, viver as emo√ß√Ķes e viajar pelo imagin√°rio, analisando estilos e linguagens, convivendo com a arte e o est√©tico. Portanto, podemos apontar como objetivo de cada cole√ß√£o a promo√ß√£o de pr√°ticas de leitura que deem possibilidade ao leitor de somar o agir com o pensar, o decifrar com o escolher. Para tanto, pretende-se formar leitores √°vidos e capazes de imprimir suas marcas aos textos que leem, estabelecendo com eles di√°logos vivos, formular d√ļvidas e encontrar respostas.